RPGCon 2011

Evento acontecido em 9 e 10 de julho (o melhor mês do ano, meu aniversário!), organizado pela D3 Store  e realizado no Colégio Santa Amália, em São Paulo, na 3ª Edição da RPGCon.

O que é?

A RPGCon  aconteceu em um final de semana e é um evento dedicado à divulgação de todos os sistemas e editoras de RPG, com espaço aberto também para outros jogos, como Cardgames e Board Games. A necessidade de uma convenção grande, que pudesse reunir jogadores, incentivadores, produtores e afins levou os criadores a realizá-la, suprindo o espaço deixado pelo Encontro Internacional de RPG.

Há ainda outras atividades que interessam ao público rpgista, como cultura Steampunk, a obra de Tolkien (http://twitter.com/#!/conselhobranco), artes medievais: comida, bebida, roupas, acessórios, armas, batalhas (www.arsmedievalis.com), esculturas (www.rickwerewolf.blogspot.com) e outros

Primeira Impressão

Chegamos ao evento logo pela manhã  e graças aos deuses do RPG, não tinha fila. A localização era ótima, a escola era simples de encontrar, próxima ao metrô. Nós tínhamos comprado ingressos antecipadamente (15 reais), porque na hora foi mais caro (30 reais). O evento me pareceu bem dividido, conforme você andava pela escola, via uma nova atração diferente, ficava sempre envolvido. Havia poucos cosplays e a sinalização interna estava bem confusa… Para mim, que tenho dificuldade de localização, foi árduo! Mas deu tudo certo 🙂

A FRI (Feira do RPG independente): a melhor atração da RPGCon!

Logo que se adentrava ao evento propriamente dito, havia uma espécie de praça, com os stands das editoras independentes. Era muito acolhedor, os produtos tinham boa visibilidade, as editoras trouxeram banners, e os rpgistas puderam dialogar com os autores. Eu comprei várias obras e, o melhor, tenho tudo autografado!!!

Estavam presentes a Secular Games, Editora do “Busca Final” e do ótimo fanzine “Mamute”, e que está para lançar “Violentina”, de autoria de Eduardo Caetano, um RPG colaborativo que funciona como pôker! Estou na expectativa!

Havia o stand da nossa querida Retropunk, que acreditou em nosso grupo e já nos auxiliou em eventos duas vezes (obrigada gente!). Eu queria comprar uma camiseta do “3.16 Carnificina Entre as Estrelas”, mas, só porque eu sou pequena, não tinha do meu tamanho… Tem poucas mulheres no RPG (ainda!!!) e eles não produziram camisetas para este público. Eles estavam lançando o “Fiasco”, outro RPG colaborativo, com foco no… Fiasco! Parece ótimo! (Confira uma boa resenha aqui).

Logo depois, vinha “Tagmar II”, que mora no meu coração, como deixei claro na resenha que fiz na série de artigos Sistemas de Mundo.

Os autores levaram banner com o mapa de Tagmar e lá eu desfiz a maior controvérsia: como, afinal se pronuncia Tagmar??? Eles me disseram que os povos do norte dizem “Tágmar” e ao sul se diz “Tagmár”. Boa saída, não? Comprei versões impressas de algumas obras, autografadas, claro! E ainda  soube que a possibilidade de colaborar com a ampliação de Tagmar continua em aberto. Para quem escreve, ilustra e/ou tem boas idéias, basta entrar no site onde também se faz o download de toda  a obra.

Ao lado o stand do RPG “Terras de Shiang”, um RPG de fantasia  ambientado em uma terra onde não existe a raça humana. Do mesmo autor do já conhecido “Ópera” e de seu sucessor “Reops”, que nós possuímos e já expusemos nos Espaços RPG que organizamos pelo interior de São Paulo. Eu não tive tempo de assistir, mas soube que os autores expuseram uma bela animação que pode ser vista aqui.

Feira do RPG Independente

Havia o stand do “Ohmtar”, o RPG  do pessoal da Spell RPG, que está completando quinze anos!! E pensar que eu os lia quando ainda era Spell Brasil… Como o tempo passa! O Ohmtar é um cenário, uma ambientação, para D&D 4ª Edição, de encher os olhos! Foi lançado na RPGCon e pode ser visto aqui.

Estava lá a Editora Red Box, casa do já famoso “Old Dragon” – sistema que o Chico (outro autor aqui do Blog) costuma utilizar no Espaço RPG e sua versão de bolso, “Pocket Dragon”. Eles estavam lançando um RPG de Horror na RPGCon e trocamos várias idéias. Compramos também belas miniaturas de estanho (uma caixinha só com personagens femininas, um show!). Foi muito bom conhecê-los pessoalmente. Prazer, pessoal!

Estava presente o Paulo autor do sistema “Zip”, um sistema de RPG compacto. Ele nos mostrou ainda sua nova produção, “Excelsior”, um sistema para jogar com Super Heróis, que nos pareceu simples e bastante balanceado, possibilitando bons combates. Infelizmente, este ele não tinha impresso para vender, mas nos informou que poderíamos encontrar no site.

Por fim, vinham os Stands do “Kalahad” e do “Migthy Blade”, RPG da Editora “Coisinha Verde”, ambos ambientados em fantasia Tolkiana. Não posso entrar em maiores detalhes, pois não conheço os sistemas e só olhei de maneira rápida, de modo que não posso fazer boas inferências. Entretanto, já escalamos e  incumbimos nosso amigo Jota, escritor e o Chico para resenharem ambos sistemas para o nosso Blog, uma vez que eles, sim, conhecem os sistemas! Ah, espero aventura  também! Nada como um bom playtest!

Sábado de Manhã: Palestra sobre Piratas!

Dentro das opções possíveis (que não eram muitas), escolhi a palestra do Cláudio Villa, autor de “Pelo Sangue e Pela Fé”, pois interpreto uma personagem que tem a pirataria como Background, um assunto no qual tenho bastante interesse cultural. O palestrante tinha carisma e didática muito boas, a palestra estava  bem organizada e contou com a participação do público (movidos à chocolate!). Ele deu um bom panorama do que foi a pirataria, tanto econômica quanto politicamente, e falou dos principais nomes desta atividade. Abordou mitos e fatos sobre os piratas, depois falou de seu novo livro “O Vento Norte”, que tem a pirataria como abordagem da história de uma heroína e será lançado em agosto, pelo que entendi, na FantastCon. Ele nos mostrou um booktrailer muito interessante e abriu para perguntas. Embora tenha começado com atraso, por questões técnicas, foi uma atividade de boa qualidade.

Cláudio Villa e Eu

Hora da Fome!

Desta vez não tinha quase nenhuma fila (ufa!), mas também não tinha muita opção… Comemos cachorro quente e aproveitamos o intervalo da tarde para bater perna no evento (e falar mal dos outros, mas isso não vem ao caso!). Vimos os stands medievais, que estavam em uma quadra, junto com as barracas de comida. Tinha stands de Bofering, e estava, como sempre, todo mundo vestido à caráter. Houve uma demonstração de batalha com armas e escudos de verdade, que deixou minha amiga Maria impressionada. Depois ela viu que as mulheres ali presentes tinham a incrível habilidade de bordar e chegou à conclusão que todas aquelas pessoas atravessaram um portal no tempo, caindo diretamente na quadra do colégio, rsrsrs.

Sábado à tarde: palestra sobre zumbis!

Eu nunca tinha parado para pensar sobre as providências a serem tomadas no caso de um apocalipse zumbi! Pois agora eu sei tudo que tenho a fazer, como me preparar, para onde ir e o que levar em uma situação destas! No início, eu não tinha colocado fé na palestra, mas foi tomando corpo, a participação ativa do pessoal, parecia um debate de algo totalmente plausível de se ocorrer (e se for mesmo?).

Foram boas dicas, ótimo exercício do pensamento filosófico aplicado ao nerdismo 🙂 e muito boas risadas!

A palestra teve tanto impacto sobre nós, que eu e a Maria saímos do evento por alguns minutos (para comprar uma touca, um cachecol e um par de meia de lã, tava muito friooo!) e ficamos discutindo para onde iríamos e como faríamos se estivéssemos nessa situação! Deuses, tô virando uma nerd em nível profundo e irretornável!!!

O Ponto Alto do Sábado: o III Encontro Nacional de Blogs de RPG

Puxa vida, isso foi tão bacana! Fiquei super emocionada de conhecer todo aquele pessoal de quem eu só leio e ouço falar. A gente se apresentou – e eu representei o nosso querido blog Além da Imaginação – e fomos elogiados e super incentivados a continuar agitando o RPG no interior de São Paulo.

Tava lá o pessoal do Rolando20, dot20, Paragons, Taulukko, D3system, Retropunk, Spell RPG, RPG Blogs, Gurps Nation, NÓS, Nitro Dungeon, Red Box, Metagamers e vários outros que eu não consegui gravar!

Foi um espaço de muita camaradagem e discussão, e só tinha adulto… A gente está envelhecendo e o RPG está envelhecendo com a gente… Houve alguns relatos de tentativas de trazer sangue novo para o RPG, um delas sendo, muito orgulhosamente, o nosso Espaço RPG nos eventos da Avalon Store.

O Aleff, do Spell RPG relatou como conseguiu espaço dentro da Petrobrás para alavancar atividades educativas relacionadas ao RPG e colocou-se inteiramente à disposição para ciceronear na Petro quem se dispuser a levar adiante um projeto educativo relacionado ao RPG. Basta entrar em contato com ele via e-mail, ou mesmo através do Spell RPG, link acima.

Depois, o pessoal do Metagamers contou que fizeram uma votação quanto ao RPG destaque do ano passado e trouxe um troféu. Muitos foram indicados e venceu “Rastro de Cthulhu”, pela Retropunk, pela sua qualidade, visibilidade e alcance que teve o lançamento, que era tão esperado pelos fãs do gênero.

Um encontro bem informal…

À noite, teve Boteco RPG, mas a gente não foi. Sei que rolou metal e quem foi, curtiu muito! Observamos vários rostos de ressaca no café da manhã, 🙂

Domingo de Manhã: Compras!

Eu já tinha visto o evento todo, passeado por todos os lados e ido nos lugares que me interessaram. Assim, era hora de gastar dinheiro! Ao todo, eu comprei seis livros e dois outros jogos e nem quero fazer as contas de quantos reais eu gastei!!

Domingo à Tarde: Eu Vim Aqui pra Bater Perna ou pra Jogar RPG?

Eu havia me inscrito para uma mesa de “3:16 Carnificina Entre as Estrelas”. Mas faltou organização na parte das mesas de jogo e, por mais que eu tenha procurado, acho que a minha mesa não rolou. Fiquei frustrada, é fato. Queria dar uns tiros nuns alienígenas. Mas não foi possível.

Eu já estava quase desistindo quando vi uma mesa vazia, com fichas prontas. Sentei ali mesmo! O mestre Ivan escolheu o sistema Ópera e mestrou uma aventura que se passava nos tempos atuais, em pleno Afeganistão, e nós éramos soldados que ainda estão lá (britânicos e alemães). Foi a primeira que eu joguei com um homem, era um soldado nerd, com metralhadora pesada, mira ruim e mau humor. Havia mais quatro jogadores na mesa e foi ótimo! Meti muito mais bala que os jogadores masculinos na mesa! E a Maria também!!!

Mesas de Jogo

Ultima atividade do Domingo: a Mesa de Vidro

Isto me surpreendeu desde a primeira edição. Os organizadores recebem no auditório todos os visitantes, expõem suas opiniões sobre o evento e depois abrem para as pedradas. É sério! Todo mundo pode fazer elogios ou tecer críticas e o pessoal realmente se engaja, participa, critica, dá idéias, parabeniza quando é o caso. As maiores críticas foram a falta de divulgação prévia, que gerou desorganização e talvez até perda de visitantes, a desorganização dentro do evento: atrasos nas palestras, sinalização pouco clara e a falta de atividades; os presentes entenderam que havia poucas opções de atividades no evento. Diante do ano passado, eu também achei que foram menos, mas não achei que foram poucas. Meus dois dias foram bem aproveitados nas atividades que eu realmente queria fazer.

Mesa de Vidro, uma ótima iniciativa da organização!

Resumo

A RPGCon é um evento obrigatório para todo RPGista. Uma oportunidade única para você se engajar, aumentar seus contatos, conhecer, se divertir. Teve boas atividades e a proposta dos organizadores de fazer algo democrático é realmente estimulante!

Por que ir?

Mestre experiente, sistemas diferentes, troca de informações, possibilidades de conhecer outros jogadores ou ter sua primeira aventura rpgística (adoro este neologismo!). Há palestras, outras atividades relacionadas à cultura nerd e se você não vive na capital, é um bom lugar para fazer suas compras, pois todo mundo está lá representado de alguma forma.

Por que não ir?

Teve problemas de organização da programação e do espaço, bem como atraso nas atividades, o que prejudicou algumas palestras.  Havia poucas opções de alimentação, tanto dentro quanto nas proximidades do evento. Faltou também um guarda volumes. Mas o Juliano, autor aqui do blog, falou isso na mesa de vidro e o D3 se comprometeu a fazer no ano que vem, de graça!

O preço também estava salgado na hora: 30 reais.

Oportunidade:

Quer aproveitar e se engajar agora mesmo? O próprio D3 pediu que a gente desse sugestões, sobre o que achamos que pode melhorar para a próxima. Comentem aqui no post que iremos enviar o link para a organização da RPGCon!

4 comentários

Qual é a sua opinião a respeito?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s